Falcoaria Online
ESTAMOS EM UM NOVO ENDEREÇO www.falcoariaonline.com - ESTE FORUM ESTÁ INATIVO .

Falcoaria Online

A Falcoaria ao alcance dos seus dedos.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  
Prezados, nosso novo fórum já se encontra no ar, favor utiliza-lo para qualquer postagem, dê continuidade aos tópicos no outro fórum.www.falcoariaonline.com

Compartilhe | 
 

 Vocabulario de Falcoaria em espanhol

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Vocabulario de Falcoaria em espanhol   Ter Jan 20, 2009 8:12 am

A
Abajar; Desainar, adelgazar a ave.
Abanto: Alimoche comum (Neophron percnopterus). Ave de rapina parecida ao abutre, freqüente
no sul da Europa.
Abocasta: Uma espécie de ave comestível, cuja identificação não está muito clara.
Aciche: Aceche, caparrosa, vitriolo; ácido sulfurico e cobre ou ferro.
Acondicionar: Exercitar a ave para que esteja em boa condição física.
Acorredor: Falcão de inferior qualidade que ajuda o falcão maestro.
Acuchilar: Golpear a presa, com as garras em uma passada
Adobar: Curtir. “Também se diz adobar couros, oficio de curtidores; adobar guantes.”
Afeitar: Adestrar ou hacer uma ave
Aguaderas: Rémiges secundárias das aves de falcoaria.
Aguar: Obrigar os anatídeos, mediante uma passada do falcão, refugiar-se na água.
Agüero: Pássaro de falcoaria que caça bem na água.
Albayade: Carbonato básico de plomo, de cor branco, utilizado em medicina e cosmética.
Albo: Pássaro de falcoaria de tons claros.
Alcahaz: Cesta para transportar as aves.
38
Alcandara: Poleiro transversal para por aves de rapina, do poleiro para baixo pende uma lona ou
um pano grosso com algum peso como uma madeira para deixá-la esticada e desta forma as aves
subirem mais facilmente quando se debatem.
Alcatenes: Medicamento que misturado com azeite se utilizava para curar feridas e úlceras dos cães
e aves de falcoaria.
Alcaravanero: Falcão empregado na caça de alcaravanes.
Alcotán: Falco subbuteo, do árabe al-qatan. Ave de rapina de cor castanho nos flancos e debaixo da
cauda; partes inferiores profusamente listradas (não transversalmente); cauda de cor vermelha com
lista algo escuras.
Alfaneque: Falcão Lanário africano.
Alina: C. Michaelis de Vasconcelos diz que alina é carne liviana
Altaneria: Lance de caça em que se solta o falcão para que tome altura, antes da presa ser
levantada.
Alto Vuelo: O que se realiza com qualquer espécie de falcão, tanto seja para altanaria ou para mano
por mano.
Amansamiento: Primeira fase do adestramento.
Anadero: Falcão empregado na caça de anatídeos.
Apiolar: Por correias nos tarsos da ave de falcoaria.
Araniegos: Recebem estes nomes os Açores capturados com araños, depois de abandonar o ninho.
Araño: Rede empregada para a captura de açores.
Ardido: Valente, intrépido.
Armar: Apiolar
Asentar: Bloquear.
Asombrada: Diz-se da ave que está atemorizada.
Atalaya: Ajudante que tem a missão de observar o vôo das aves da caça e de suas presas.
Atahorma: Ave de rapina que se alimenta de répteis e pequenos mamíferos. Circaetus gallicus
Atrainar: Soltar traínas, ou melhor, peças precapturadas, uma ave para sua introdução na caça.
Aventaja: Vantagem, supremazia, superioridade.
Ayudas: Complementos alimentícios ou terapêuticos que se dão as aves para acelerar a muda.
Azorada: Peça atemorizada por um Açor.
B
Barbero: Mancha clara que os falcões-peregrinos apresentam na garganta e parte alta do peito.
Baharí: Subespécie de falcão-peregrino de “habitat” geralmente mediterrâneo.
Bajar: Abajar. Desainar.
Bajo Vuelo: Baixo Vôo (Português-BR): O que se realiza com qualquer ave de falcoaria que não
pertenca a família dos Falconídeos.
Baldés: Tipo de couro curtido, de ovelha, muito suave e delgado.
Banco: Bloco (Português-BR): Poleiro baixo para as aves, normalmente pertencente ao gênero
Falco.
Berkutchi: Homem que caça com Berkutes.
Berkute: Águia real asiática, pertencente seguramente a subespécie “Aquila crisaëtus daphanea”.
Bigote; Bigode (Português-BR): Manchas escuras que apresentam os falcões de ambos lados do
bico.
Bloquear: Ação da ave de caça, quando está atrás de uma presa, pousa próximo onde esta está
escondida e espera que a levantem. Asentar.
Borni: Falcão lanário europeu.
Brazo tornado (a): Lançar a braço tornado, ou a partir da mão, consiste em soltar a ave de rapina,
depois que a presa levante.
39
Buche: Estômago da ave.
C
Caída: Chama-se caída ao ato da peça que, para esquivar-se do ataque do falcão, deixa-se cair em
terra.
Cajeta: Cesta de vime para o transporte das traínas.
Calzas: Plumas que cobrem a região tibial e tarso das aves. (Spizaetus).
Campestre: Forma de criar os falcões provenientes do ninho, deixando-os totalmente livres durante
4 ou 6 semanas. Os filhotes assim criados se chamam falcões campestres.
Cañón: Parte oca do ráquis da pluma.
Caperuza :Capuz (Português - BR): Objeto de couro que cobre a cabeça da ave.
Carrera: Vôo do falcão de altanaria, bico a vento para tomar altura.
Cascabel: Guizo que se coloca na ave para facilitar sua localização no campo, enquanto caça.
Cebar: Introdução a caça. Dar de comer uma ave sobre a presa que acaba de cobrar.
Cebadura: Ação de cebar
Cera: Zona desnuda que apresentam das aves de presa na base do bico.
Cerceta: Querquendula querquendula. Ave palmípede, lacustre do tamanho de um pombo.
Cerradero: Correia que fecha o capuz.
Clavos: Doença que afeta as mãos das aves de rapina.
Coberteras: As duas plumas timoneras centrais que cobrem as demais da cauda.
Cobertoras: Pequenas plumas que cobrem o corpo das aves.
Copla (Espanhol); Dupla (Português-BR): Par de falcões que caçam em companhia.
Correia de couro que prende o guizo ao tarso.
Cortesía: Premio que recebem as aves sobre cada presa capturada, permitindo-se que comam uma
pequena parte da mesma.
Corva: Remige secundária dos falcões.
Cuchilos: Remiges primárias das aves de falcoaria.
Curalle: Bolota de pluma, ou algodão que se dá aos falcões para que façam uma boa digestão ou
para fins medicinais.
D
Doncella: Falcão peregrino nórdico da subespécie “Falco peregrinus leucogenis”.
Debater-se: Quando a ave tenta voar e está presa no poleiro ou na luva do falcoeiro.
Desainar: Fazer com que uma ave de rapina perca sua gordura, mediante uma diminuição de sua
comida.
Desbuchar: Administrar a ave de rapina, carnes pouco nutritivas para que adelgace.
Descanãr: Criar uma ave até que perca os cañones.
Desemballestar: Perder altura e tensão no vôo de altaneria.
Desempulgar: Soltar as pihuelas do falcão para lança-lo.
Destorcedor: Objeto de metal que normalmente se utiliza na pesca. É giratório e é nele que se
prende as correias.
40
E
Egagropila Pelota (Português-BR): Plumada, Concreción de matérias indigeríveis, geralmente
plumas, que os rapinantes expulsam por via oral depois da digestão.
Embarrar: Ação que a presa se deixa cair em terra para esquivar-se do falcão.
Empuesta: Lance de caça em que se solta a ave de rapina, enquanto a presa está pousada para que a
surpreenda.
Encaperuzar; Encapuzar (Português-BR): Por o capuz.
Enjardinar: Por uma ave de rapina en el césped, ao ar livre.
Ensainar: Engordar.
Entremudado: Pássaro que tem feito sua primeira muda e todavia conserva algumas plumas de
pollo.
Escape: É a ação de se soltar para uma ave de rapina treinada animais silvestres pré-capturados ou
domésticos. As vezes os escapes tem o objetivo de introduzir a ave de rapina na caça. Em alguns
países esta prática é ilegal.
Estirar: Aumentar a resistência de uma ave em vôo.
Estropajo: Grupo de plumas infracobertoras caudais.
Excremento: Excreção, Fezes.
F
Fiador (Espanhol); Fiador (Português-BR): Fio de nylon ou outro material resistente, empregado
durante o adestramento
Filandra: Filaria, Parásito intestinal das aves. Gusanos.
Filomeras: Gusanos.
G
Garcero: Ave de rapina no vôo da garça
Gastar: Digerir a ração.
Gentil: Falcão capturado fora do ninho, antes do mês de setembro.
Gerifalte: Falco rusticolus. Do alemão geier=abutre e falke=falcão.
Golpar: Lançar o falcão sobre a presa e golpeá-la para atirá-la a terra onde os cães a recolherão.
Gorga: Ração de comida completa, para uma ave da falcoaria.
Grita: Voz peculiar, geralmente gutural, que emite o falcoeiro, quando a presa se levanta.
Güérmeces: Tricomoniasis. Enfermidade que afeta o tramo bucofaríngeo das aves de rapinas.
H
Hacer: Fazer um falcão é o mesmo que adestra-lo.
Halconera: Estabelecimento para as aves de falcoaria. Rocha ou paraje habitado por falcões.
Halconeria Falcoaria (Português-BR): Caça com falcões.
Halagar: Dar pedaços de carne a uma ave de falcoaria.
Harmez: Imperfeição na plumagem.
Herida: Em falcoaria, chama-se de herida o lugar onde se oculta uma presa atemorizada por uma
ave de rapina treinada.
41
Hombrillos: A união das asas com o corpo.
I
Impronta: Quando uma ave é tirada do meio ambiente numa idade muito jovem, tende a
identificar-se com o falcoeiro. Não reconhece a outros pássaros como iguais. Ao alcançar a idade
adulta terá comportamento reprodutivo para o homem. A dupla impronta é quando tenha se
identificado para o homem e ao mesmo tempo para uma ave de sua espécie.
Injertar: Procedimento por meio do qual uma pluma quebrada é reparada e volta a colocá-la no
lugar.
Innoble: Villana. Ave de rapina que não pertence aos Falconídeos ou Accipitrídeos.
Introducción: Cebadura. Preparação de uma ave de rapina para capturar uma presa específica.
J
Jaldado: Ave de rapina que apresenta a cera e os tarsos de cor amarelo ou dourado.
L
Lance: Número de aves que se lançam os falcões para que as capturem.
Lavanco: Pato bravo.
Letrado: Falcão gerifalte (Falco rusticolus) de tons claros, com pintas negras como letras.
Liar: Trabar. Ação do falcão em agarrar a presa no ar.
Liviano: Ligeiro, suave.
Lonja Trela (Português-BR): Correia de um metro e meio de comprimento, terminada em um
nódulo. O mais longo dos materiais de uma ave de rapina na falcoaria.
Lúa; Luva (Português-BR): Luva de couro muito forte que se vestem na mão esquerda e sobre o
qual se leva a ave de caça.
LL
Llaves: As unhas interna e posterior de uma ave do gênero Accipiter.
Llevar en mano/Carregar (Português-BR): Sopesar. Vício do falcão que consiste em levantar
vôo, transportando uma presa, quando o falcoeiro se aproxima.
M
Mano por mano/Lance do punho(Português-BR): Lance de caça em que se solta o falcão depois
que a presa se levanta.
Maestro: Falcão maestro é aquele que depois da primeira muda em poder do falcoeiro, está
perfeitamente adestrado.
Montar: Elevar-se atrás da presa ou em caça de altanaria.
Montar sobre cola: Modo particular de elevar-se, própria do Gerifalte, que sobe em linha reta, sem
fazer circulos, quase em angulo reto.
42
Muda: Câmbio estacional a pluma. Câmara no qual se encerra as aves durante a muda. Território
ocupado por um par de aves de rapina selvagem.
Mudado: Ave de rapina que tem terminado a segunda muda e tem perdido todas as plumagens de
pollo.
N
Neblí: Falcão Peregrino nórdico.
Negras: Chama-se assim a cada uma das quatro franjas escuras que apresenta a cauda dos Açores
(Accipiter gentilis).
Niegas: Ave de rapina empregada em falcoaria capturada no ninho.
Noble/Nobre(Português-BR): Ave de falcoaria pertencente a família dos Falconídeos ou
Accipitrídeos.
O
Olear-se: Ação que as aves realizam de molhar sua plumagem com a secreção gordurosa
proveniente da glândula uropigial.
P
Papo: Dilatação esofágica das aves, onde armazenam a comida.
Pasajero/Passageiro(Português/BR): Ave de rapina “filhote”, capturado quando começa a realizar
os primeiros vôos, antes de realizar a primeira muda.
Pegar: Chocar no ar com a presa.
Pensar de si: Repousar tranqüilamente, como meditando.
Pelota: Plumada, egagrópila.
Perdigón: Filhote de perdiz.
Pescar: Se diz da ave de falcoaria quando se metem na água para capturar um anatídeo, que resiste
em executar o vôo.
Picada: 1) Vôo vertical, a grande velocidade contra um presa. 2) pequena porção de alimento
oferecida a ave.
Pico a vento: Vento acima, lance contra o vento.
Pihuelas: Correias de couro de pele de animais, que se fixam aos tarsos das aves de rapina.
Piñones: Plumas da asa bastarda. Piñoncillos.
Placear: Levar o Açor as praças, feiras a todos tipos de movimento para que se amanse.
Plumada: Egagrópila.
Plumas primárias: Plumas principais de vôo, largas em forma de cuchillos.
Polaina: Parte da Pihuela que rodea o tarso.
Pollo: Falcão que todavia não tem feito a primeira muda.
Presión/Pressão(Português-BR): Presa de grande tamanho, como o grou, a abetarda, o ganso, etc.
Prima: Ave de falcoaria fêmea.
Punta: Se diz que o falcão de altanaria faz uma punta, quando dar uma passada nas perdizes, se
mantém voando em círculos sobre elas na espera que se levantem.
43
Q
Quebrada: Diz-se da presa que está atemorizada e esgotada pela perseguição da ave de rapina.
R
Rabo a viento: Vento abaixo. Lance a favor do vento.
Ralea: Ave não apta para ser caçada por falcões de altanaria. Qualquer presa incoveniente.
Ramero: Accipiter pollo, capturado depois de abandonar o ninho e antes que possa voar com
desenvoltura. Quando anda pelas ramagens.
Rapela: Chama-se falcões de rapela aos passageiros que se capturam do retorno migratório.
Real: Chama-se falcão real ao niego perfeitamente introduzido na caça.
Recaçador: Recebe este nome o pássaro que repete os ataques a uma presa difícil.
Remera: Ave que move as asas a um ritmo rápido durante o vôo; como se remasse no ar.
Rémiges: Cuchillos. Grandes plumas das asas, imprescindiveis para o vôo.
Roedero: Carne com o qual se prolonga a comida de uma ave de rapina, geralmente um rabo de boi
ou um membro de volátil.
Roquez: Ave de rapina de tons escuros.
Rojo: Falcão pollo.
S
Sacar: Extrair um filhote da câmara, onde tem perdido os canhões.
Sacre: Falco cherrug
Salto de las pihuelas: Correia que une as pihuelas a lonja, para evitar o choque quando a ave se
debate, normalmente de elástico.
Señolero: Falcão que conhece o señuelo.
Señuelo: Artefato de couro e plumas que se emprega para chamar o falcão.
Shahin: Falcão peregrino meridional de conformação física muito pequena.
Sopesar: Carregar da mão.
Soro: Pollo, rojo, falcão que tem feito a primeira muda.
T
Tagarote: Falcão peregrino africano (Falco peregrinus minor)
Telemetria/Telemetria(Português-BR): Sistema de rádio que se utiliza para rastrear uma ave que
se perca. A ave de rapina leva um pequeno transmissor nas patas ou caudas. O falcoeiro utiliza um
receptor provisto de uma antena para indicar a posição do pássaro.
Templar: Por uma ave em condições ótima de vôo.
Tercia; Sessão alternativa no adestramento da ave.
Tijera: Primeira rémige primária.
Timón: plumas da cauda.
Timoneras: Grandes plumas da cauda.
Tira: Vôo direto em linha reta, sem fazer círculos.
Toghrol: Ave de rapina pertencente ao gênero Spizaetus.
Tolleduras: Excrementos.
44
Tornillo/Destorcedor (Português-BR): Peça de metal que destorce facilmente que localiza-se
entre a lonja e as pihuelas, evitando que enrole.
Tornos: Chama-se assim aos círculos que descrevem o falcão para tomar ou manter.
Torzuelo: Qualquer ave de falcoaria macho.
Trabar: Liar, agarrar a presa no ar.
Traína: Presa recapturada para cebar uma ave.
Trastejar: Recorrer detenidamente um local, para levantar uma presa.
V
Varal: Poleiro para as aves.
Veleras: Aves que utilizam das corrente térmicas para voar, batendo as asas o mínimo possível.
Ventana: Orifício nasal das aves de rapina.
Viandas gruesas: Alimentos fortes, de difícil digestão.
Viento abajo: Rabo a viento
Viento arriba: Pico a viento
Villana: Innoble
Y
Yarak: Se diz de uma ave de rapina, normalmente Accipiters quando se encontra em peso ótimo
para a caça. É uma palavra de origem indigena.
Z
Zahareño/Ave adulta(Português-BR): Falcão capturado depois de sua primeira muda.
Zanco: Tarso.
Zorzaleño: Neblí com o peito pintado como um zorzal.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Vocabulario de Falcoaria em espanhol
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» FANFIC - Laranjas
» [LAKORN] Kiss Me
» [TW-DRAMA] Love Around
» Alabardeiro Espanhol da Guarda. ((TERMINADO))

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Falcoaria Online :: Variados :: Revistas, Artigos, Vídeos, etc...-
Ir para: